Brasil é prata! Suartz traz sua terceira medalha em Jogos Pan-americanos

Marcelo Stuartz (na foto com o presidente da CBBOL, Guy Igliori) ficou com a medalha de prata na final contra o estadunidense Nicholas Pate. A vitória brasileira não veio por muito pouco. Pate terminou a partida com 190 pontos e Stuartz com 189.

Com a prata, Suartz agora soma uma medalha de cada cor em Jogos Pan-Americanos. Ele já havia ganhado o bronze em Guadalajara 2011 e ouro em Toronto 2015.

"Durante quatro anos trabalhei minha parte mental, minha preparação física, a estratégia de jogo e fiz tudo que podia fazer fora das pistas para chegar ao meu melhor aqui. Ficamos bem pertinho do outo, tentei o bi e não deu, mas quero agradecer a torcida de todos!", destaca Marcelo.

Classificação

Para chegar às finais, Suartz somou 2.772 nas etapas de classificação e avançou com o quinto melhor resultado entre os atletas.

Na disputa do todos contra todos, realizada também na manhã desta terça, o brasileiro cresceu, foi o segundo colocado, somou 4.629 pontos e avançou para a semifinal na terceira posição geral.

Com o bronze já garantido, ele enfrentou o porto-riquenho Jean Perez, levou a melhor com o placar de 234 a 215 e seguiu para a final contra Pate. 

Depois de três strikes seguidos, ele deixou um pino de pé após as duas tentativas na quarta rodada. Na oitava rodada, Suartz amargou um lançamento que resultou em um split, jogada em que dois pinos ficam de pé em lados opostos da pista, e voltou a não derrubar todos os pinos. O mesmo aconteceu com Pate na jogada seguinte, o que manteve a esperança da torcida brasileira presente no local. 

Na jogada decisiva, o brasileiro fez um spare e arremessou na expectativa de derrubar ao menos oito pinos para empatar o duelo. Ele observou apenas sete cairemO porto-riquenho Jean Perez e o americano Jacob Butturff ficaram com o bronze.

(Com informações do GE e do R7)