Brasil vai ao pódio do Pan-Americano de Boliche com ouro de Stephane Martins

Stephane Martins entre Anggie Ramirez e Shannon Pluhowsky

A atleta Stephanie Martins, do Esporte Clube Pinheiros, de São Paulo (SP), ganhou, na última terça-feira (25), a medalha de ouro na prova individual do campeonato Pan-Americano Feminino de Boliche, realizado em Santo Domingo, na República Dominicana. A brasileira teve a maior pontuação da história da categoria, entre homens e mulheres, ao bater os recordes brasileiro e pan-americano na modalidade, em 6 partidas, e atingir 1.518 pontos.  

Com a supervisão do técnico Márcio Vieira, a atleta de 27 anos assegurou a primeira medalha em competição internacional adulta, no Sebelen Bowling Center, com média de 253 pinos por partida. “Era o objetivo dos meus sonhos. Batalhei muito por isso”, lembra Martins. Na classificação, ela foi seguida pela colombiana Anggie Ramirez Perea e Shannon Pluhowsky, do time dos Estados Unidos, com as segunda e terceira colocações, respectivamente. 

Para Guy Igliori, presidente da Confederação Brasileira de Boliche (CBBOL), em uma competição com nível altíssimo e a presença de várias jogadoras do circuito profissional, o ouro e o recorde conquistados por Stephanie representam muito para o esporte. “É um feito extraordinário, e são resultados da dedicação total da atleta ao boliche”, explica. 

A vitória também marcou a primeira medalha de ouro e a quinta medalha geral para o Brasil no campeonato. Os brasileiros já haviam conquistado prata nos trios (2007), bronze na equipe (2001) e bronze no individual (2012). A única outra mulher do Brasil com destaque no evento tinha sido Tereza Muelas, medalhista de bronze em 1985.

Stephanie Martins jogou na Webber International, de 2009-2013, e permaneceu na Flórida (USA) depois de terminar os estudos, mas retornou ao Brasil em 2018. Além dela, a seleção feminina está na capital dominicana representada, ainda, pelas atletas Lúcia Vieira, Dayse Silva, Neuza Kae, Lea Castro e Roseli Santos. O torneio segue até dia 29, com provas individuais, em duplas, trios e equipes.