Carta Aberta do C.E.O da IBF - Federação Internacional de Boliche

Lausanne, Suíça

2 de novembro de 2020

Prezados,

Com a Pandemia COVID-19 global, todos nós vivemos com muitas incertezas e agora, essa incerteza está longe de diminuir.

Todos nós estamos começando a entender completamente as consequências de longo alcance da crise do coronavírus em todo o mundo.

Mesmo que as circunstâncias pareçam desafiadoras e difíceis agora, o boliche continua forte. Temos as oportunidades que nunca capturamos totalmente.

Se mudarmos de perspectiva, podemos moldar nosso futuro para até mesmo fortalecer a relevância do boliche no mundo.

Nosso esporte tem uma vasta história, mas agora é hora de um renascimento que aproveita os principais aprendizados do passado na formação de uma nova história.

Como órgão regulador, a World Bowling tem sido um membro associado de sua própria organização, em vez de atuar como federação internacional de boliche. Isso está prestes a mudar.

Após um Congresso Extra Ordinário realizado em Lausanne, Suíça, em 2 de novembro de 2020, o nome da associação foi alterado de World Bowling (WB) para International Bowling Federation (IBF). A sede oficial do IBF continuará sendo em Lausanne, Suíça.

Não é apenas uma mudança no nome, mas uma mudança na forma como a Federação Internacional de Boliche cumprirá sua missão e interagirá com as partes interessadas.

Composto por 114 federações membros, em cinco zonas continentais, com um registro de mais de 2 milhões de atletas, o objetivo da IBF é incentivar o desenvolvimento internacional do esporte de 10 pinos, 9 pinos e Para Bowling (boliche) como um esporte de renome e reconhecimento internacional. Vamos promover o boliche como um esporte de status olímpico e paralímpico.

Protegeremos nossos campeonatos mundiais e eventos de nível mundial para impulsionar a aspiração e o respeito por nossos atletas. Somos a federação internacional do esporte de boliche e, como tal, a única organização autorizada a usar “mundial” no nome dos eventos. Os eventos de nível mundial são o auge para os atletas de nossa associação e uma vitrine para o mundo, de suas habilidades, e comprometimento.

Incentivaremos e apoiaremos medidas entre nossas competições e membros (e seus atletas) que salvaguardem a integridade do Boliche e protejam os atletas limpos por meio do combate ao doping e da prevenção da manipulação das competições. Incentivaremos e apoiaremos medidas relacionadas ao atendimento médico e à saúde dos atletas que participam de todas as competições.

Garantiremos o gozo dos direitos e liberdades de todos, sem discriminação de qualquer tipo, como idade, cor, sexo, orientação sexual, idioma, religião, deficiência, opinião política ou outra, origem nacional ou social, propriedade, nascimento ou status.

Vamos liderar pelo exemplo com nossa governança e administração.

Historicamente, muitas decisões foram tomadas, não a nível internacional, mas a nível nacional. Isso foi uma falha em nome do organismo governante internacional. Com a ambição renovada de posicionar o boliche nos maiores jogos multiesportivos do mundo, é imperativo que o organismo governante internacional tenha propriedade e seja responsável em todas as áreas. Assumiremos a responsabilidade de proteger os valores e a missão de nosso esporte e de nossos atletas, criando caminhos claros para a progressão da entrada à elite e depois aos masters.

Representaremos o boliche e cumpriremos a missão e o papel de uma federação internacional dentro do Movimento Olímpico e do Movimento Paraolímpico. Trabalharemos de forma diligente e incansável e elevaremos nossos padrões, com o intuito de fazer parte dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. A IBF estabelecerá e aplicará, de acordo com a Carta Olímpica e o manual do Comitê Paraolímpico Internacional, as regras relativas à prática de Bowling.

Numerosas licitações olímpicas fracassadas, as mais recentes, Tokyo2020 e Paris2024, mas muitas antes, nunca trouxeram a única pesquisa necessária e o aprofundamento do motivo pelo qual o esporte foi rejeitado. Nunca se concluiu que talvez estivéssemos fazendo tudo errado, apenas que a rejeição era a culpa ou outra pessoa.

Uma Proposta de Inclusão do Boliche nas Olimpíadas não é apenas uma apresentação do que faremos. Requer que construamos um negócio que seja aprimorado pela inclusão. Uma forte federação internacional com propriedade de seus eventos de elite pode criar as opções para a próxima geração de jogadores de boliche. Não devemos buscar aprovação ou reconhecimento de que o boliche é um esporte. O boliche é um esporte e temos atletas incríveis que o comprovam com sacrifício, empenho e muito trabalho. Devemos apoiar esses atletas e colocá-los em um cenário global.

O boliche esportivo tem uma longa história, mas essa história costuma atrapalhar. Eu ouvi de muitos no ano passado que o esporte teria mudado se fosse incluído nos Jogos Olímpicos. Esta é uma visão falha. Devemos mudar para refletir a escala do boliche e a verdadeira representação global do esporte. Provas, fato, não ficção. Uma candidatura olímpica não deve ser uma estratégia de resgate para um esporte. Uma candidatura olímpica deve ser um aprimoramento de uma visão de sucesso que é compartilhada por proprietários, administradores, atletas e voluntários.

No futuro, também consideraremos as necessidades dos proprietários em nosso processo de tomada de decisão.

No passado, o boliche esportivo ignorou o fato de que são os operadores de centros de boliche que assumem o risco financeiro, investindo no negócio que permite que o esporte seja praticado. Portanto, não é surpreendente que alguns operadores de centros de boliche pouco ou nada fizessem para estimular o jogo competitivo em seus centros ou que dessem ouvidos a sugestões de uma organização, considerada ineficaz, embora pudesse melhorar seus negócios. Contamos totalmente com aqueles que investem na infraestrutura adequada para a prática do boliche. Devemos ouvir, envolver, abraçar e apoiar e fazer com que todos participem da jornada. As regras e regulamentos devem complementar a base do esporte para permitir que os proprietários, globalmente, conduzam um aumento na participação e na movimentação em seus centros.

Como você deve saber, assinamos com a iniciativa Esporte para Ação Climática das Nações Unidas. Para honrar nosso compromisso, trabalharemos em um programa de certificação sustentável para permitir mais inovações e oportunidades em toda a indústria. Apoiaremos aqueles proprietários que optaram por avançar com tecnologia que permite um negócio mais econômica e ambientalmente sustentável. Eu aplaudo as federações nacionais que reconheceram um mundo em mudança. Quem abraçou e aprovou os centros de boliche de cordas para o boliche esportivo.

Como federação internacional, adotaremos a mesma abordagem. Nosso objetivo é fornecer a essas operações de centros de boliche uma plataforma para mostrar seus centros globalmente e apoiar qualquer federação em todo o mundo que permita o uso de máquinas de cordas no boliche esportivo.

Por fim, trabalharemos para aproveitar a vasta plataforma de tecnologia do boliche.

Muitos esportes estão completamente impossibilitados de criar competição virtual por meios físicos. Mas no boliche, o volume de tecnologia e infraestrutura que existe hoje permite um formato de competição totalmente baseado na integridade por meio da conectividade API, reunindo as pessoas globalmente enquanto reduz o risco de centenas de jogadores de boliche viajando para um local e alojados em um centro de boliche. Isso alavanca a conectividade global do esporte.

Agora não é hora de sentar e esperar que as coisas melhorem. Claro que as ações falam mais alto do que as palavras.

Agora é hora de um renascimento que aproveita o aprendizado fundamental do passado na formação de uma nova história.

Precisamos agir juntos e liderar pelo exemplo para elevar o boliche a um esporte de classe mundial e reconhecido internacionalmente.

Minhas equipes e eu estamos ansiosos para trabalhar com todas as federações de boliche, as partes interessadas da indústria e nossos parceiros para atingir o objetivo.

Saudações,

 

Andrew Oram.

Leia o Orignal da Carta AQUI