Nova plataforma atualiza automaticamente o ranking eletrônico brasileiro de boliche

A partir de janeiro de 2019 entra no ar o ranking eletrônico na página da Confederação Brasileira de Boliche (CBBOL), que permite visualizar o ranking brasileiro por categorias e gênero, não sendo mais necessário o cálculo através de planilhas.

Desde 2018 todos os torneios realizados no país - nacionais, regionais ou locais - são lançados no site www.bolichebrasil.com.br de forma eletrônica, permitindo que o atleta acompanhe seus resultados online logo após o término de uma partida.

Este mês, o sistema passa a ser totalmente automático – foi desenvolvida uma ferramenta que calcula automaticamente o ranking. O projeto já está no ar mas ainda passa por ajustes.

“A iniciativa faz parte das metas de melhoria na gestão da CBBOL”, garante o presidente Guy Igliori.

O ranking brasileiro de boliche leva em consideração todos os torneios que o atleta jogou no ano. Por levar em conta os últimos 12 meses, o ranking muda a cada mês, com entrada de novos torneios jogados e baixa de torneios antigos, sendo a geração do ranking essencial para os atletas, que contam com rapidez e cálculos precisos.

Cada torneio recebe um peso conforme sua representatividade (Nacional, Taça, Local, quantidade de participantes, e quantidade de estados representados) e, de todos os torneios que o atleta jogou, são considerados os sete melhores resultados obtidos - a escolha se baseia em uma média nacional de participação: há atletas que jogam mais de 15 torneios no ano e outros que jogam um ou dois, por exemplo.

Com a nova plataforma é possível, ainda, visualizar, logo abaixo dos pontos, os torneios que formam o ranking do atleta, organizados por data e com redirecionamento para informações sobre a disputa. A ideia é facilitar a compreensão sobre a origem dos pontos obtidos.

“Existe também uma ferramenta de busca por nome de atleta, basta inserir o primeiro nome ou o sobrenome. Pode-se imprimir o ranking atualizado, enviar por WhatsApp e compartilhar nas redes direto do site”, explica Igliori.

Como o sistema está em fase de testes, caso seja identificada alguma divergência nos dados, a CBBOL solicita que a informação seja enviada para o e-mail contato@bolichebrasil.com.br.