O Boliche Brasileiro triste com o falecimento de Walter Costa

Walter Costa

Hoje o Boliche Brasileiro está mais triste, perdemos um grande amigo e jogador, Walter Costa.

Quando assumimos a presidência da Confederação Brasileira de Boliche, propusemo-nos a criar o Hall da Fama do Boliche Brasileiro, e desde sempre a minha primeira escolha ao primeiro indicado já estava feita.

Em princípio poderia até parecer que criamos este prêmio pensando nesta pessoa, entretanto no Brasil temos um péssimo hábito de não valorizarmos nossos ídolos e a criação do hall da Fama do boliche brasileiro visava e visa acima de tudo reconhecer quem fez e faz muito pelo nosso esporte, seja como Atleta, Técnico ou um colaborador.

O primeiro atleta incluído no Hall da Fama poderia ser descrito por inúmeros adjetivos: Excelente, amigo, controverso, imbatível, frio, passional, habilidoso, teimoso, decisivo, audacioso, chato, companheiro, enfim, a lista poderia ser enorme, mas prefiro descrevê-lo como genial.

Ao longo da carreira colecionou inúmeros títulos nacionais e internacionais, difícil até mesmo de enumerá-los, só de títulos brasileiros, entre seleções, clubes, e individual, foram mais de 30, sul-americanos, torneio das américas, interamericanos e a grande classificação e participação para os Jogos Olímpicos de Seul em 1988, isso tudo fora taças nacionais e outros torneios que disputou.

Nosso Hal da fama foi inaugurado por ele, e hoje ele se foi, e nos deixa um vazio enorme.

Sentiremos sua falta! Grande Walter Costa!

Nossos sentimentos à família, em especial sua esposa e atleta Jacqueline Costa e ao seu filhos, o também atleta, Bruno Costa e o Breno Costa.