UM NOVO RECORDE BRASILEIRO?

Após o término da Taça Santa Catarina muitos estão se perguntando: foi batido o recorde brasileiro de uma partida de tercetos mistos?

Para responder a esta pergunta devemos visitar a regra mundial a respeito da interferência no pino. A regra mundial diz que caso haja a interferência externa, seja de um humano, seja de uma parte da máquina (neste caso a "corda"), no pino, e ele cai, ele deveria ser reerguido.

Mas como fica a questão específica no Brasil? Temos uma grande maioria de boliches que usam cordas ou cordões, como alguns chamam, para colocar os pinos na posição após um lançamento. Estas cordas permanecem fixas nos pinos quando o atleta executa seu lançamento e o que ocorre na prática é que algumas vezes pela própria física do arremesso ou da forma como a bola bate nos pinos a “Corda” pode servir para ajudar ou prejudicar a queda do pino.

Assim, “ao pé da letra”, pela regra, deveria haver a colocação do pino no deck sem nada afixado nele, o que de fato não ocorre. Mas e se o pino cai “ajudado” pela corda (diferente do caso quando ele não cai, mas o sistema de computador marca) o que fazer? Marcar? Não marcar? Enfim como auditar isso? Muito provavelmente nem recursos de vídeo ajudariam.

E o resultado como fica? Vale? não vale? Pois bem, A Confederação Brasileira não pode comparar este resultado oficialmente com resultados obtidos em boliches automáticos onde sabidamente não há interferência externa no pino, porém é uma realidade Brasileira a existência deste tipo de mecanismo para levantar os pinos, tanto é que as Taças podem ser realizadas nestes boliches (Campeonatos Brasileiros não), sendo assim a Confederação decidiu HOMOLOGAR, não só este recorde, como todos os obtidos em boliches assistidos (com o uso de cordas), numa categoria específica, que não se confunde com os recordes em boliches que não tenham interferência nos pinos.

Portanto SIM, foi estabelecido um novo recorde para a linha de tercetos mistos em boliche assistido, e igualmente serão homologados os outros recordes brasileiros em boliches assistidos, tão logo nossa página seja finalizada os novos recordes serão lançados.

Parabéns IGOR, RENAN e STEPHANIE pelo recorde. Parabens E.C. Pinheiros.